Para que serve um ranking das escolas?

Aventar

ranking

Imaginem uma lista ordenada da exposição solar das casas portuguesas. Sem ninguém se rir, misturavam-se as viradas a norte com as orientadas a sul, as do Algarve com as da Beira Alta, e proclamavam-se as virtudes e defeitos dos arquitectos que tivessem obtido mais luz natural na sala de jantar. Esta modalidade de comparar o incomparável, e ainda por cima premiar os vencedores com publicidade completamente gratuita, existe em Portugal.

Aquela que será provavelmente a maior fraude jornalística da República nasceu por pressão de vários chico-expertos, encabeçados por José Manuel Fernandes, um jornalista de causas, da Voz do Povo a porta-voz  dos Belmiros e neste caso do negócio dos colégios. Falo da entrega pelo Ministério da Educação ao belo prazer da comunicação social de dados respeitantes aos resultados dos alunos do básico e secundário, convenientemente manipulados em tabelas a que chamam ranking das escolas portuguesas.

View original post mais 390 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s