Placebo

ao Leme

placebo1

Placebo é um fármaco, tratamento ou procedimento cirúrgico dissimulado, inerte, sem principio activo. Trata todo o tipo enfermidade e baseia-se na reacção psicossomática dos pacientes. Pode de facto promover um efeito benéfico real e físico.

Não consultei nenhum simpósio terapêutico, não sei se a doença existe, mas suspeito que vivemos um surto de grave défice de cidadania. Eis as questões de teste e diagnóstico:

  • Quem é que quer saber da venda da TAP quando há tanta e tão relevante informação em Évora?
  • Quem quer saber do Orçamento de Estado para 2015 quando há teorias da conspiração para denunciar ou subscrever?
  • Quem quer saber da reposição das subvenções vitalícias (não contributivas) quando há apostas a fazer sobre quem será o próximo a ser detido?

A resposta a qualquer uma das questões é: ninguém! Ninguém quer saber. Porquê? Bem, na verdade, é muito simples. É o efeito placebo. Mais uma teoria da conspiração? Negativo, é apenas o egoísmo…

View original post mais 167 palavras

Anúncios

Die Zauberflöte

ao Leme

1
Mas que bela opereta esta. Já sabemos tudo, mas sempre com prefixo: Alegadamente. O Libretto está escrito há algum tempo. Diz-se que é obra maçónica. Teorias da conspiração não faltam, mas concreto, nada. O público vibra com emoção. Uns indignados outros em êxtase. A transformação dos estados de espírito é mágica. Será que ouvimos a Flauta Mágica?

Tamino e Papageno cumprem o ritual iniciático, o silêncio. Para uns o detido é Monostatos, para outros é Sarastro. Tenho dúvidas. E se a obra for outra? E se é ópera bufa? Nada sabemos.

Não estou certo que seja este o caminho da virtude, mas confesso que gostava de estar enganado. Temo precoce toda esta celebração da mudança. Tantos outros que vimos passar esta fase e que hoje se passeiam alegremente, impunes. Entre nós, a Rainha da Noite vence sempre. Aguardemos pelo concreto.

View original post

Isto só vistos!

ao Leme

Wrecking Ball SwingOs acontecimentos eclodem em catadupa! Portugal suspenso em suspense com a justiceira bola demolidora a ricochetear nos labirínticos alicerces da República, ora à esquerda, ora à direita, qual das fundações se desmoronará em primeiro lugar?

Por agora vou-me focar na situação dos vistos dourados, segundo as regras estipuladas atribuídos a estrangeiros oriundos de fora da União Europeia que criem dez ou mais postos de trabalho em Portugal, comprem imóveis de valor igual ou superior a 500 mil euros ou façam transferências de capitais de montante igual ou superior a um milhão de euros. O primeiro visto tem a duração de um ano, podendo ter duas renovações subsequentes com o período de 2 anos, ao fim de 6 anos a Nacionalidade Portuguesa é adquirida. Para ser válido os seus detentores necessitam de residir em Portugal pelo menos 7 dias por ano. É verdade, muitos dos nossos novos emigrantes podem corroborar…

View original post mais 689 palavras

Quem gera mais postos de trabalho?

ao Leme

Em tenra idade injustiçado, foi discriminado entre laranjas. Alegadamente, o jovem não respeitara a bicha para a casa de banho da discoteca. O cavaquistão era então demasiado sombrio para quem tinha tanta ambição. Alistou-se como O Independente na trincheira contra tudo – Contra quem nunca se engana e raramente teve dúvidas, contra a Europa e não menos vezes contra a verdade. A mentira deu então alguma cor à indústria do entretimento nacional, dita imprensa. Foi giro.

Certo dia, apanhou boleia num táxi. Conduzia o Monteiro enquanto o jovem estudava itinerários alternativos (ainda não havia GPS). Eram do contra. Trocaram de eufemismo: o Centrismo deu lugar ao Populismo. Também foi giro. Contudo, não chegaram ao destino. A culpa? Do motorista. Despedido o condutor, avançou o timoneiro. Deixaram terra e fizeram-se ao mar. O jovem líder deu então largas à simpatia e à ternura. Partiu do Caldas e visitou todas as feiras, sem nunca esquecer a lavoura. O…

View original post mais 444 palavras

Jogos sem Fronteiras

ao Leme

Revisto o visto, salta à vista que reluz, mas não é ouro. É pechisbeque. Os vistos foram vistos como uma oportunidade para o verdadeiro empreendedorismo. Daquele que não é para piegas. Compareceram os valentes, só depois alguém declarou abertos os Jogos sem Fronteiras.

1
Parece que nós, pequeno país europeu, não somos piores que outros, mas também não somos nenhum Grão-Ducado. Nunca! Jamais facilitaremos, jamais abriremos excepções às pessoas colectivas. Sim, somos muito humanos, pioneiros na abolição da escravatura, sensíveis apenas aos desejos de pessoas, sobretudo quando oriundas de outras culturas. Mais um grande sucesso! Haja dinheiro, tudo se resolverá…

View original post

Russia and China to form Asia-Pacific collective security system

engineeringrussia

1

Defense ministries of Russia and China seek to form a regional collective security system in the Asia-Pacific region, Russian Defense Minister Sergey Shoigu said on Tuesday after talks with his Chinese counterpart Colonel General Chang Wanquan in Beijing.

According to the Russian defense minister, Russia and China are concerned over US attempts to strengthen its military and political clout in the Asia-Pacific Region (APR).

“During talks with Comrade Chang Wanquan, we discussed the state and prospects of the Russian-Chinese relations in the military field, exchanged opinions on the military-political situation in general and the APR in particular,” Shoigu said.

“We also expressed concern over US attempts to strengthen its military and political clout in the APR,” he said. “We believe that the main goal of pooling our effort is to shape a collective regional security system.”

View original post

O País aguenta?

VAI E VEM

Os “vistos dourados” mostram um  regime a cair de podre. Arrastaram já a queda do ministro da Administração Interna e colocaram a ministra da Justiça em “quarentena”: nunca mais ninguém a viu.

O director do SEF acaba de se demitir depois de conhecidas as medidas de coação impostas pelo juiz de instrução aos suspeitos detidos há cinco dias por alegadas práticas de corrupção, peculato, tráfico de influências.

As medidas de coacção são drásticas, em alguns casos, extremas –  prisão preventiva para o principal suspeito e para a secretária-geral do ministério da Justiça, e prisão domiciliária para o director do SEF e para outros, sinal de que as provas indiciárias são fortes e insofismáveis. É certo que os arguidos têm direito à presunção de inocência e não lhes faltarão meios financeiros e outros para uma defesa forte. Os grandes escritórios de advogados entraram já em acção. (Uma boa profissão nos tempos…

View original post mais 182 palavras