Prescrita Impunidade

ao Leme

Acabou-se a impunidade. Mais que certo. Desta é que é, nada voltará a ser como antes. Nenhum ladrão de fruta poderá evitar o cárcere com manobras dilatórias. Isto porque o roubo de fruta, como todos sabemos, é muito rentável, e como tal os recursos para manobras dilatórias abundam. Quem ajuda a mercearia de bairro que se vê privada da sua mercadoria? Quem? A Justiceira. Pelo menos assim decretou com pompa e circunstância.

Sitiada pelo Citius, não baixou a guarda. Assumiu a relatividade das responsabilidades, pediu desculpa ao telejornal. Foi bonito. Foi humano. Consequências retirou? Sim, claro que sim: Atacou com uma sindicância aos serviços. O Inquérito decorreu, averiguou e concluiu – foram dois malandros que a soldo do mal sabotaram o sistema. Haja culpa! Age-se em conformidade, envia-se o relatório para a PGR. Lá saberão o que fazer. À justiça o que é da justiça. Separação de poderes pois então. Isto por cá não é…

View original post mais 102 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s